terça-feira, 24 de junho de 2014

Encontro com a mula


Encontro com a mula (Piên – Cachoeirinha - 22-06-2010)

Era noite muito escura.
Meu pai foi visitar um amigo, saiu de Campina dos Crispins para Boa Vista.
Naquele tempo era sertão. Foi de cavalo bem selado, ia galopando quando de repente lá pelas tantas o cavalo deu uma relinchada e parou, não queria seguir adiante.
Meu pai pregou as esporas na virilha e deu umas taladas na anca do tordilho. Foi quando ele empinou. E do mato fechado saiu uma mula sem cabeça que foi acompanhando eles até uns dois quilômetros e batia o rabo e saia faísca de fogo dos cascos da mula.
De repente deu uma arrancada na frente do tordilho, onde meu pai estava montado e sumiu numa valeta. O susto foi muito grande que nunca mais meu pai ia a noite escura visitar seu amigo.
Dizem que La onde a mula sem cabeça some, existe um caixão cheio de ouro. É só marcar o lugar, convidar os amigos e coragem...Para ficar rico.

Con.te.vi!

Nenhum comentário:

Postar um comentário