terça-feira, 24 de junho de 2014

Igreja da maldição


Igreja da maldição (Pien – Cachoeirinha - 14-12-2010)

Meu pai contava que a muitos anos atraz, saíram de casa três amigos a cavalo visitar os parentes em Guarapuava. Naquela época era estrada de chão, empueirada. E havia muitos bugres e índios pelo caminho.
Levaram muitos e muitos dias andando de cavalo até chegar lá. Pelo caminho paravam e faziam um fogo a noite para decançar, e comer o que levavam na mochila.
Outro dia continuavam o caminho, até que um dia havistaram uma igreja abandonada. Já começava a anoitecer e resolveram dormir ali. Tiraram os aperos e os arreios e soltaram os cavalos, que ficaram pastando em roda daquela igreja. Os aperos e os pelegos colocaram dentro no canto da igreja para ali dormirem.
Quando derrepente ouviram barulho no forro e pedrada na igreja, que até os cavalos se assustaram. Caia do forro sapos que saiam pulando. Ouviam gargalhadas sem saber de onde vinha. Quando o dia clareou, pegaram os seus cavalos novamente. No momento que sairam para fora, as portas se fecharam sozinhas, com aquele barulho estranho. Ficaram todos arrepiados e sairam galopando em disparada.
Andaram mais uns 4 kilometros. Encontraram um barzinho pequeno com prateleira de madeira daqueles bem humildes, num vilarejo, com umas 6 ou 8 casas.
Ali chegaram para fazer um lanche. Muitos assustados contaram ao dono do bar o que havia acontecido. Então o dono daquele bar contou que um padre morava ali e dirigia a nossa comunidade. Mas não pode ficar mais porque percebeu que naquela igreja havia algo muito estranho. Descobriu que era assombrada. Nem um padre quis ficar ali, por isso ficou abandonada.
Os padres jesuítas falavam há muitos anos atráz que ali onde construiram a igreja era um cemitério. Por isso que está abandonada.
Com muita pressa, os três amigos saíram dalí galopando pela estrada empueirada daquele sertão adentro. Quando chegaram no destino certo, foram recebidos com muita festa.

Doris

Nenhum comentário:

Postar um comentário